Terceiro de boa-fé deve ser protegido ao adquirir imóvel de parte em união estável

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou o acórdão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) em que manteve as alienações de imóveis realizada pelo ex-companheiro da apelante, que conviveram pelo regime da união estável, pois à época da aquisição do Imóvel, não havia qualquer registro na matrícula da união estável […]